sexta-feira, 11 de março de 2016

TER E SER

O mundo desnudo da poesia,
Abriga pessoas que sob o sol
preferem as lâmpadas
Iluminam suas salas, seus papéis e cortinas,
Mas escurecem as emoções.
Homens e mulheres presos a rótulos
E tanto importa o que o outro pensa,
Que se esquece de pensar.

Trabalham quietos e calados pela glória no fim do mês.
Fazem aqui e acolá o que se manda.
Engole calado e leva pra casa
o engasgo do que queria ter dito

Plantam sementes de sucesso,
regam com dinheiro, adubam com ganância
e invejam os jardins dos simples,
Quando veem neles a flor mais bonita.

Só abandona o ter, quem não teme ser.
Ser encanto, ser um mundo,
Ser um canto, ser um verso,
Ser um verso num canto do mundo.


Um comentário:

bruna melo disse...

Ola, estou procurando no blog o resultado quando vc usou pil food...
:)