quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

SAUDADE

Solitate*


Do provável, o sim.
Do possível, a certeza.
Do devir, a existência.
Do amor, o absoluto.
Substantivo abstrato
De subjetividade parasitária
Manifesta num corpo concreto.
Se saudade se experimenta,
O tempo se faz presente.
Presente preto e branco de um passado colorido.
Palavra conjugada à dor
Ente da primeira alma do indicativo da solidão


Esse anima solitate.

*SE UTILIZAR O TEXTO, CITE A FONTE. PLÁGIO É CRIME!

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
António Jesus Batalha.