sábado, 13 de dezembro de 2014

Ninguém presta atenção

Não importa gritar. O mundo não vai te ouvir. Ninguém. Ninguém se importa com a tua dor. Ela é TUA. Os outros se importam em te causar a dor. Depois que causam, não se importam mais com o que tu sente. Eles estão bem. Confortáveis em suas famílias, viagens e amigos. Compartilhando seus sorrisos e seus prazeres. Suas mesas cheias de bebidas, seus rostos cheios de sorrisos. Ninguém vai te dar atenção. O mundo não presta atenção. Só quem ama presta. E aí... Ninguém presta.

Democrático mesmo é o sol. Você pode olhar e pensar que ele é injusto porque continua a brilhar mesmo sabendo que tu estás sofrendo. Mas antes, pense que ele continua a brilhar para te mostrar que do mesmo jeito que brilha para quem te faz mal, brilha pra você, te dando a oportunidade de vir à tona, respirar e sorrir também.

Quando eu conseguir pensar assim, eu levanto da minha cama.

Um comentário:

Cesar Rios disse...

Espero que seja mais literário que autobiográfico esse relato.

de qualquer modo:

https://www.youtube.com/watch?v=Jab7IYsC3Kk