terça-feira, 3 de dezembro de 2013

As sobras das sombras

A sobra das sombras do que fomos nós, apagou e virou pó.
A poeira se perdeu no vento
E o futuro escorreu por nossas mãos.
Agora, chame de saudade o passado que trazem as lembranças que um dia pensamos ser pra sempre.
Mas nenhum de nós dura pra sempre
E o nós somos você e eu
Você, passou
Eu, morri.

Por: Hellen Taynan,
03/12/2013
14:06.

*Todos os direitos reservados a administradora deste blog, para divulgar, pedir autorização e citar a autoria.

Um comentário:

Flor de Maracujá disse...

Nice*
Podíamo-nos seguir uma a outra?!
Diz-me se me seguires e seguirei de volta (:
Beijinhos,
pequenaflordemaracuja.blogspot.pt