sexta-feira, 27 de março de 2009

Compulsão Alimentar - Quando o problema não é tão simples...




É muito triste e chega a doer na alma quando alguém te dá "dicas" para você se controlar diante de algum alimento. Quando alguém sugere que você precisa ter "força de vontade". Quando alguém te critica e te aponta porque você está comendo.

Essa tristeza se manifesta quando você tem a plena consciência de que você gostaria, mas não consegue.

É como criticar um alcoólatra porque ele bebe demais, ou aconselhar um viciado em jogo que ele não aposte tudo o que tem. Frescura é o que você tem quando ignora os problemas dos outros!

Estou escrevendo esse texto porque hoje tudo veio como uma sucessão de acontecimentos relacionados:


  1. É fato que na última semana exagerei na alimentação, mas hoje foi demais!!! Passei o dia todo mastigando (e não era Trident);

  2. Minha mãe, de forma pouco sutil, falou o quanto eu estava gorda;

  3. Antes de ir pra universidade fui me pesar e verifiquei aumento de 2 kg na balança. Isso foi suficiente para me deixar muito deprimida;

  4. Quando volto pra casa e ligo a TV na globo, vejo a matéria do Globo Repórter sobre compulsão;

  5. Meu noivo me liga pra mudar pra Record URGENTE e quando vou, vejo no Câmera Record uma matéria sobre obesidade.

Então...


Desde criança tenho compulsão alimentar. Minha mãe conta que ainda bebezinha eu tomava a mamadeira mesmo sem aguentar até botar pra fora o que não cabia no estômago. Dos fatos que me lembro, lembro que eu era fanática por um bolo chamado de "engorda marido" e ganhei um trocado de minha vó (que descansa em paz hoje) que me rendeu metade desse bendito bolo. Comi tudo sozinha, passei mal e ainda hoje não suporto pensar no gosto desse bolo! Outra coisa que também não posso nem sonhar é o tal do quindim... Comi tanto que passei mal e enjoeei até hoje (isso faz uns 10 anos).


Aos 18 anos tive depressão e o TOC se agravou. Chegava a ficar acamada, pálida durante dias de tanta coisa que eu comia. E desde então vem sendo assim. Como como como até passar mal!!! E às vezes, após comer, fico com um sentimento tão grande de culpa que forço o vômito. Daí lembro-me de uma vez, mês passado, que saí com alguns amigos da faculdade e eles me criticaram muito por eu estar acima do peso, dizendo que era culpa minha e blá blá blá e quando eu tentei explicar o que era TOC, levei na cara um belo "quando não se quer, em tudo se vê dificuldade". Pois é... Vai ver que fiquei feliz mesmo em engordar 20 kg, em abandonar atividades que me davam prazer e coisa e tal... Faça-me o favor! Outro dia, junto a esse mesmo grupo, a gente tava falando de dívidas e uma menina me perguntou "com que tu gastas tanto?" e ela mesma respondeu "com comida" e todos riram...


Meu casamento na igreja é daqui a 2 meses. Gostaria muito de controlar esta doença maldita e perder alguns quilos; façanha essa que não consigo desde 2004.

Abaixo, envio um teste muito interessante para saber se você sofre de Compulsão Alimentar. Eu marquei TODAS as alternativas.

Você é um comedor compulsivo?

01
Você come quando não está com fome?


02
Você faz "farras alimentares" continuamente, sem razão aparente?


03
Você sente culpa e remorso depois de comer compulsivamente?


04
Você gasta muito tempo comendo, ou pensando em comida?


05
Você espera com prazer e antecipação pelo momento em que pode comer sozinho?


06
Você planeja com antecedência essas comilanças secretas?


07
Você come sensatamente em companhia de outras pessoas, compensando depois, quando estás sozinho?


08
Seu peso está afetando seu modo de viver?


09
Você tentou fazer dieta por uma semana (ou mais), somente para abandoná-la perto de sua meta?


10
Você fica ressentido quando outras pessoas lhe dizem para "usar um pouco de força de vontade" para parar de comer demais?


11
Apesar das evidências em contrário, você continuou a afirmar que poderia fazer dieta "por si mesmo", quando quisesse?


12
Você anseia desesperadamente comer em um determinado momento, dia ou noite, fora das horas das refeições?


13
Você come para fugir de aborrecimentos ou dificuldades?


14
Você já esteve em tratamento por obesidade ou problemas relacionados a alimentação?


15
Seu comportamento alimentar faz você ou outras pessoas infelizes?

Fonte: http://www.comedorescompulsivos.com.br/cca.htm

A fonte que citei http://www.comedorescompulsivos.com.br/cca.htm , é uma associação como o A.A. . Existe em muitos lugares no Brasil, se você tiver interesse, pode acessar. Infelizmente em minha cidade não tem, mas o site, por si só, já é bastante motivador.

5 comentários:

PHeu* Liz disse...

Legal esse assunto vir a tona na tv aberta! Eu não tenho graças a Deus esse disturbio! Não deve ser encarado como doença, ... palavra pesada, eu acho e já que estamos falando de fatores psicológicos porque não alimetá-lo com palavras mais brandas,... acho que a questão é olhar para a comida e sentir nojo dela, procurar uma terapeuta desportista, tentar de todas as formas se cuidar, investir em você!!! Sabemos que a obesidade traz diversas doenças como a do coração, não se preocupe em caber no vestido de noiva, mas em cuidar de vc,... entre na ginastica, mude os hábitos, liberte-se dessa escrevidão, SPA é um bom começo para adaptar!!! sei la... sucesso aí, fico na torcida para saber dos positivos resultados.. uma boa dica é comera frente ao espelho,e outra é colocar toda a comida gordurosa do seu cardápio semanal na sua frente, tudo que comeu na semana junte e olhe e veja os rotulos das embalagens,... psicologicamente deve funcionar!

Vania San disse...

Eu também tenho compulsão e fico muito irritada quando alguém sugere que eu como porque sou gulosa só.

Mas ultimamente tenho tentando pensar que não tenho essa doença e que consigo me controlar.

Na verdade, tenho é que evitar a primeira mordida quando se trata de doce ou gordura (que é o que ativa minha compulsão) mesmo biscoitinhos tipo club social, tenho que passar longe.

Se consigo ficar alguns dias sem essas coisas, vai ficando mais fácil.

Trato como alcool ou droga. Se der a primeira bicadinha, já era, levo semanas para me "conter" denovo.

Então vou evitar tudo isso que me faz sentir tão mal.

Primeiro não vou mais comprar.
Segundo, se alguém trouxer para minha casa, vai direto para o lixo.
Terceiro, vou me afastar de quem me atrapalha (exceto o marido rss, mas esse está de sobreaviso).
Quarto, vou acreditar que consigo.... um dia de cada vez!

Beijos e espero que encontre um ponto de equilíbrio.

Mya Schroeder disse...

Oi Helem, antes de tudo, obrigada pela visita no meu blog...
Qto ao seu casório, o q posso te dizer, é que se vc QUISER, vc pode emgrecer bastante!!! Olha, eu emagreci quase 8 kilos nos dois primeiros meses de RA...é claro q só RA não resolve...é preciso MALHAR!!!
Tenho certeza de que se vc, quiser, e buscar as alternativas que melhor se adequem à vc, VC VAI CONSEGUIR EMAGRECER BASTANTE!!!
2 meses = 60 dias...Se vc conseguise eliminar 0,5 kilos a cada 5 dias (ou seja 100 gramas por dia), vc conseguirá eliminar 6 kilos!!! ( e olhar q estou jogando bem baixo...vc pode eliminar bem mais que isso!)

Conte sempre comigo,

Bjs


Mya

Polycrav disse...

Prezada Helen

Obrigado pela visita ao meu Blog.
Muito oportuno o artigo e creio que a Quitosana pode ser um auxiliar para pessoas com distúrbios alimentares. Além da captura de gorduras ela promove a sensação de saciedade!
Maiores informações osbre a ação da fibra e estudos em:
http://quitosana.spaceblog.com.br

Thais Puga®. disse...

É... ai está um outro assunto complicado...

Mas comer faz tão bem, mas assim tiro por mim... quando estou em casa sozinha e o dia todo... realmente eu tenho fome a todo instante... mas do contrário... consigo ficar até 1 dia inteiro sem comer...

E dizem também que a melhor dieta eh aquele que mais t fazem comer... sendo que tem a quantidade de não sei o que você tem que ingerir por dia e tals...

O negócio é ter uma dieta balanceada que dai vocÊ vai acabar se acostumando.. e fora que criar horarios certos para alimentar-se!

Ótimo blog.
Bjos.