domingo, 26 de abril de 2015

O QUE ME INCOMODA NAS CRIANÇAS

O que me incomoda em uma criança não é o seu o seu riso frouxo e sua gargalhada desmedida em
alto volume que chega a ser ensurdecedor. O que me incomoda em uma criança, não é sua fala atrapalhada e difícil de entender. Não é sua enxurrada de perguntas insistindo em levar um porquê a outro porquê ainda mais elementar até desconcertar por completo qualquer um. Também não me incomoda nas crianças seu excesso de sinceridade, nem suas verdades desconcertantes que desmascaram qualquer regra de etiqueta.

O que me incomoda nas crianças são os seus pais. Em geral homens e mulheres que atuam ora como vítimas de um acidente de percurso, pois não planejaram uma gravidez; ora como cumpridores de um papel social, que quase como obrigados a perpetuar seu sangue e seu nome, deixam sua descendência no mundo. 

Felizmente, nos dois casos existe grandes possibilidades de estabelecimento de um lar estruturado e crescimento de uma família equilibrada onde os filhos sejam criados observando o respeito à liberdade deles enquanto seres humanos e não trancafiados em quatro paredes, como se fossem jaulas onde só podem ser expostos quando convier aos pais.

E por que estou escrevendo sobre este assunto hoje?

Hoje, escrevi no twitter que, sendo eu síndica jamais permitiria crianças no prédio. Claro! Estamos em um domingo! Estou acordada desde às 8h estudando e antes disso as crianças que moram no apartamento acima do meu já estavam ativas, brincando. Às 13h faltou luz e assim permaneceu até às 16h. Somente agora, às 19h, é que eu não sou mais incomodada pela bagunça das crianças.

Pela manhã elas brincavam. E por mais que a brincadeira incomodasse, são crianças, tudo bem! À tarde, pareciam que estavam colocando o prédio à baixo. Móveis eram arrastados, ouvia-se objetos pesados caindo e coisas batendo. Depois, choros, resmungos, gritos... Um adulto reclamava, querendo apurar quem era o culpado. Faltou pouco para eu gritar: É VOCÊ!!! Pois, como se deixa, em um domingo, crianças trancafiadas o dia todo dentro de um apartamento de 50m², sem luz e sem área livre???

Tenho 30 anos e jamais tive um filho. Se for para ter objetos de decoração para expor quando conveniente, não preciso de filhos; guardo bem minhas bonecas e estou feliz com elas. Porque as pessoas não entendem que não basta ser pai, tem que participar e tem mesmo! 

Criança demanda energia. Uma criança apática, que não interage com  outras pessoas, não está saudável. Por isso a necessidade do preparo psicológico dos pais para lidar com o filho que está a caminho. É uma responsabilidade que vai além de suprir as necessidades fisiológicas essenciais de um ser humano. Se você não está preparado, não tenha filhos.

Nenhum comentário: