terça-feira, 19 de agosto de 2014

Taynan, a Sonhadora*

Para Taynan, a Sonhadora, o mundo era lilás por beleza. Tudo o que acontecia e se acontecia, era pra ser com certeza!
É que para Taynan, a Sonhadora, o mundo era um balão que voava num universo caipira das festas de são João que Deus dá todo mês.
É que pra Taynan, a Sonhadora, o tempo era irmão dos amantes. Todo desencontro ali na frente ainda será como antes.
É que pra Taynan, a Sonhadora, a paz é que desenha a paisagem das janelas do futuro onde a dor não vai chegar porque o amor desfez.
É que para Taynan, a Sonhadora, o amor existia e desfazia todo o mal.
É que para Taynan, a Sonhadora, assim como nas novelas, os beijos de na vida real eram verdadeiros.
É que para Taynan, a Sonhadora, uma música tocava no ar a cada encontro impactante e todos os momentos do dia tinham uma trilha sonora perfeita.
É que para Taynan, a Sonhadora, as estrelas conversavam entre si e a lua era a mãe que ficava supervisionando a brincadeira das filhas.
É que para Taynan, a Sonhadora, o mal não existia.
É que para Taynan, a Sonhadora, ela teria o amor prometido por Aristófanes**, de uma alma gêmea, separada por um raio do furioso Zeus e por isso ela motivou uma vida em busca pela sua metade.

*Inspirado em "Bia, a Sonhadora de Oswaldo Montenegro.

**Aristófanes esteve presente no Banquete de Platão discursando sobre o amor, junto com outros. Ele era "o poeta" e defendia um humano andrógino que foi destruído ao meio por Zeus devido à sua prepotência.

Nenhum comentário: