quarta-feira, 7 de maio de 2014

Entre shoppings e hospitais.

"Eu só não vou a Caruaru essa semana, se eu estiver em coma".

Eu disse isso. Aí já passaram 23 minutos da quinta e eu estou aqui, logo jajá estarei em Caruaru. Mas quase que...

Hoje o dia foi bom. Tão bom que ressuscitei o blog. O dia começou bom porque eu tive a brilhante ideia de assistir ao filme que eu comprei no último sábado "Os Delírios de Consumo de Hellen Taynan"... ops! de Becky Bloom*. Aí eu ri horrores e depois chorei, porque eu percebi que além da comédia, alí estava um drama de muitas pessoas e que um dia, já foi o meu. Qualquer compulsão é prejudicial! E ninguém é compulsivo porque "gosta" muito de fazer algo... A compulsão está acima da vontade. Recomendo esse filme. Pretendo assisti-lo mais e mais vezes, até decorar todas as falas da personagem porque eu tenho muito tempo para isso, certo? hum hum...

Pessoas normais...

Pessoas normais quando estão às vésperas de uma viagem, organizam suas atividades e adiantam os trabalhos para compensar o tempo em que estarão ausentes. Eu, fico tão ansiosa com a viagem e tudo o que vai acontecer, que de tanto especular sobre o futuro, não dou conta do presente.

Pessoas normais têm espinhas no rosto. Eu vou dormir e acordo com três espinhas brigando pelo mesmo espaço, aí quando percebem que não vão ter sucesso, se unem e formam uma acerola no meio da cara. Ainda bem que existe maquiagem.

Eu tinha pneumologista às 16h...

Pessoas normais têm um episódio de alergia e em casos extremos, são hospitalizadas, medicadas, voltam para casa e ficam boas pelo menos até ter contato com outro fator desencadeante de uma nova crise. Eu tenho UMA crise e há mais de 45 dias permaneço na crise.

Pessoas normais vão à uma consulta com um problema e saem com requisição de exame e uma receita médica. Eu saio com uma guia de internamento.

Pessoas normais sairiam da clínica e iriam pro hospital seguir a ordem médica. Eu saio da clínica e vou ao shopping...

No shopping...
Foi tão lindo lá... Tipo, eu ia só jantar, mas aí...
Aí eu ví uma calça linda que eu queria comprar há tempos... Só que dessa vez foi diferente. Algumas vezes eu tenho uma visão em que eu estou vestida exatamente de um jeito e isso dá muito certo... Aí pensei: calça xadrez, Caruaru, chuva, bota, blusa preta solta... 
Comprei a calça e aí vem a melhor parte que eu chamo de "sorte do dia". Quando eu fui pagar, o preço estava errado e o valor era menor!!! É muita emoção pra mim! Porque eu vou dizer, ultimamente, sou estou muito mão-de-vaca amarrada pra comprar algo. E eu NÃO jantei, porque o shopping fechou e nem deu tempo eu escolher a blusa.

O saldo...
Amanhã vou a Caruaru, com a guia de internação na bolsa mentira que vou esquecer em outra bolsa, mas analisando a situação, eu tiro o chapéu pro médico! Ele me curou, gente! Porque depois que ele me encaminhou para ficar 3 dias perdendo tempo internada, eu melhorei! Nem estou com tanta falta de ar assim e até a tosse diminuiu. Tratamento de choque batuta esse. Vou voltar nele mais vezes. Hoje eu rí, chorei, quase morri, vivi, comprei, lí, sonhei e amei. Foi um dia bom.

Com amor e ansiedade,
Hellen Taynan



Nenhum comentário: