quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Definitivamente, NÃO foi acidente!!!

Oi.
Pergunto-me o que se passa na cabeça de um indivíduo que sai pra balada e volta pra casa com a cara cheia de álcool, guiando um veículo. De fato, um homicídio causado por embriaguez no volante, não pode ser considerado culposo.
O movimento "não foi acidente" foi idealizado por um rapaz que perdeu mãe e irmã vítimas de atropelamento, cujo motorista do carro estava embriagado. A lei do nosso país, prevê um julgamento de homicídio culposo e o réu, se for primário, pode pegar de dois a quatro anos de prisão. A habilitação pode ser suspensa por um ano. Na prática, segundo a Constituição brasileira, até 4 anos de prisão a pena pode ser convertida em serviços para a comunidade. Em outras palavras, nada acontece para quem mata no trânsito brasileiro.

Esta iniciativa baseia-se numa petição que visa recolher assinaturas para aprovar mudanças na lei atual.


Os pontos propostos na petição são: 


  • O exame de sangue (ou bafômetro) não seria mais necessário, pois, com a análise clínica de um médico legista ou de alguém que tenha fé pública já poderia ser aferido a embriaguez. Neste caso, o condutor poderia usar o bafômetro a seu favor, se interessado;
  • O crime de trânsito continuaria como homicídio culposo, porém, a pena seria aumentada caso fosse provada a embriaguez do motorista (de 5 a 9 anos de reclusão);
  • Mesmo que não houver homicídio a pena seria aumentada quando provado a embriaguez do condutor do veículo.

Você pode contribuir,  assinando aqui!


Gente, vamos combinar que esses pontos não são algo inatingíveis. Sinceramente, se eu fosse a idealizadora dessa campanha, eu estaria exigindo que o infrator respondesse por homicídio doloso! Nossa lei é muito branda e muitos motoristas, completos irresponsáveis e inconsequentes que podem a qualquer esquina tolher a liberdade de quem não tem nada a ver com a situação.
Sério, eu me irrito com isso! O cara criou essa petição já faz um tempo e ainda falta quase metade para atingir o alvo. Vamos lá, galera! Contribuam! Assinem esta petição e vamos em busca de um país com leis mais justas! Vamos inibir a ação desses criminosos que tratam o volante como um joguinho de video-game! A vida não é jogo, é um direito a ser preservado e respeitado.

Com amor e indignação,
Hellen Taynan

Nenhum comentário: