quarta-feira, 17 de agosto de 2011

DIAS TÃO IGUAIS...

Oi.
Prometo tentar não me queixar, mas Deus sabe como estou me sentindo. Aos poucos vou me conformando e pensando em como posso resolver meu problema. E que problema! Hoje foi um dia morto, não produzi nada. As vendas estão paradas... É incrível o que a motivação é capaz de fazer com uma pessoa! Lá em Caruaru eu levantava cedo, trocava de roupa, estava sempre maquiada e ia à luta! Chegava a vender 9 perfumes/dia. Depois que cheguei aqui, mal consigo sair da cama, mas eu não me entrego! Luto! Me levanto e ando, ando, ando, converso com as pessoas, mas acho que as pessoas percebem que eu não estou inteira alí, e a venda acaba não se concretizando. Desde quarta, quando cheguei, hoje foi o pior dia. Praticamente matei-o dormindo o tempo todo. O desânimo chegou com força e minha mãe já ligou pro psiquiatra e ele já entrou com um antidepressivo. Estou mesmo precisando. Aprendi a reconhecer essas coisas. Além do que "faz parte da cura o desejo de ser curado" já dizia Sêneca. Mas eu sei bem onde está minha cura.
Alguém já sofreu ou sofre de depressão? Eu, infelizmente, já sou freguesa. Começa com uma tristeza, aparentemente sem causa que vai gerando dúvidas sobre tuas escolhas, tua vida e vai te absorvendo por inteiro, até que você começa a perder a vontade, o interesse, o ânimo e toda a motivação de estudar, trabalhar, sair, comer, falar, viver enfim! É importante saber reconhecer e buscar ajuda no início do processo, porque quanto mais tarde tratar mais difícil se torna e a nossa mente é um terreno muito complexo para ser explorado e dificílimo de ser decifrado. Não podemos brincar com esse tipo de doença.
A alimentação tá mais ou menos. Estou comendo menos porcaria, mas ainda estou carente de verduras, frutas e legumes. Pretendo modificar minha dieta, um dia em breve. Estou pensando em começar a comer cenoura ralada e voltar a tomar suco de laranja com espinafre. É que dentre outras coisas, tenho preguiça de fazer. Uó eu sou, dispensa comentários, eu sei, mas é assim. Prometo tentar e compartilhar aqui quando conseguir!
Estou voltando a vida normal no blog. Isso implica dizer que vou voltar a comentar no bloguinho de vocês, caríssimos leitores. Estive em débito nas últimas semanas, mas estou voltando, aguardem!
Com amor e esperança,
Hellen Taynan


5 comentários:

Nina disse...

Oi Hellen!
Te entendo... Tb tive depressão e me trato.
Acredito que, a grande questão é o quanto a comida nos afetou e afeta, no momento que substituirmos ela por coisas que nos dão prazer e nos fazem feliz, a vida volta ao curso normal...
Escrevi um post sobre "vazios" e estou em busca de preenchê-los.
Torço por ti =D
Grande beijo e força!!!

Vnardella disse...

Cara Hellen, o que posso dizer? Quão doída é a dor quando ela vem da alma, não é mesmo? Força moçoila! Adoro sua alegria e me preocupa te ver assim...

Kelly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Eu ia comentar, mas Kelly disse tudo que eu disse no outro post e que eu diria novamente hoje.

Acorda pra vida, menina.
Ela está passando.
Ela não vai esperar você 'ficar bem'.

Paciência de marido ACABA.

Viva a vida, enquanto você tem ela pra viver! É sua ÚNICA chance!

Renascer disse...

Hellen entendo o que vc está passando, nunca tive depressão, mas crises de ansiedade e praticamente são os mesmos sintomas, Deus vai te ajudar a sair dessa e não se cobre demais menina, deixe as coisas acontecerem, vou orar por vc.
Bjm, força!