quinta-feira, 21 de abril de 2011

A RESSURREIÇÃO TRANSFORMOU-SE NUM FERIADO!


As estradas de São Paulo estão intransitáveis. Pudera, com o feriadão pela frente todo mundo desceu para o litoral. No carnaval estive por lá. Fui para São Bento do Sapucaí, uma cidade serrana. Sete horas de viagem que poderiam ter sido feitas em duas e meia. Aí tinha o trânsito...

Mas o “fenômeno” não acontece só em Sampa não! Em todas as cidades do Brasil está todo mundo de malas prontas, seja para ir à praia, seja para ir ao campo, seja até para estar em clubes de veraneio próximos a cidade, pois a ordem é sair de casa, da rotina, buscar um pouco de descanso, afastar-se da asfixia provocada pelos grandes centros.

Como pastor tenho testemunhado algo desalentador: o esvaziamento das igrejas no feriado da “semana santa”. Na celebração da data mais importante do cristianismo, as pessoas preferem estar se bronzeando no sol, andando de cavalo, tomando banho de piscina, fazendo rapel, subindo em dunas, relaxando no ofurô, ou visitando lugares pitorescos e históricos. Sim, com tristeza constato que a Ressurreição transformou-se num feriado!

Que o nosso povo não tem memória, isto já é fato consumado. Basta olhar para o Congresso Nacional e ver que o povo trás de volta ao poder corruptos e estelionatários contumazes. Que os nossos heróis são esquecidos, e aqui cabe citar Tiradentes, que foi esquartejado em busca de ideais de liberdade, e que tem a sua morte lembrada no dia de hoje, 21 de abril, tudo bem, pois heróis precisam ser altruístas, eles não precisam de reconhecimento. Mas o que falar da morte e Ressurreição do Filho de Deus? Era para passar incólume também?

Quando olho os cultos esvaziados das congregações em todo o país, chego à triste conclusão de que o coelhinho da páscoa possui mais admiradores e notoriedade do que o próprio Jesus. E o Rubinho Pirola, com seu humor peculiar, provoca no seu cartoon postado no Genizah: “coelhinho da páscoa o que fizestes por mim?”.

É triste ver que a vida que levamos não nos permite mais parar para refletir, orar, jejuar, agradecer, celebrar, dimensões vivenciais da fé que fazem do cristianismo uma religião de esperança, de conforto, de reconciliação, pois é fato que, naquela cruz, “Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens os seus pecados”.

Mas que importa tudo isto? Qual a relevância disto para mim hoje? Agora? O que está feito, está feito? Valeu Jesus! Brigadooooo! Mas, aqui pra nós, deixa eu curtir meu feriadão que eu não sou santo e, se fosse, seria santo de barro, portanto, vai “devagar com o andor” que eu posso “quebrar”, sobretudo se não descansar...

Amanhã, em nossa comunidade, teremos 4 cultos. O primeiro deles é às 6:00h. da manhã. Chamamos de Culto da Ressurreição! Em seguida, teremos os cultos normais, pela manhã, tarde e noite. Mas quantos estarão por lá? Sinceramente, não sei.

O que sei é que quando a Ressurreição se transforma em feriado, a cruz vira artefato histórico, o sangue vertido torna-se bizarrice Romana, a morte passa a ser mito, o plano de salvação constitui-se dogma, a fé descamba para o fanatismo, a ceia é “transubstanciada” em ovo de páscoa e, Jesus, creia-me, é substituído sem grandes constrangimentos pelo incomparável coelhinho.

Diante de tudo isto, eu me pergunto: fazer o quê? Feliz Páscoa para você...

Disponível em: Genizah
Por:
Carlos Moreira

3 comentários:

Ingrid Cibele disse...

Pura verdade............

Missionária Bella Dourado disse...

Este texto relata o esvaziamento das igrejas na Semana Santa.

É triste.

Igualmente triste sinto-me por que as igrejas não fazem oração,jejum,pregação de reflexão sobre esta importante e inesquecível data.

A igreja católica tem sempre atos e movimentos para relembrar este dia - e nós?

Feliz Páscoa, que Deus te abençõe querida.

Lu disse...

Não tem como não concordar com tudo que escreveu...nunca fui religiosa e tals, agradeço sempre a Deus tudo tudo...mas que perdeu-se os valores e sentido das datas em si, não tem como negar...triste né!
Bom, estava vendo seus ultimos posts, fiquei feliz com a cala 46, com o peso eliminado, acordou cedo, muito bem, p ser perfeito falta incluir AF, aproveitar o momento q esta eliminando p manter depois, mas vc está indo bem. Parabéns.
Bjs bjs Lu